sexta-feira, 18 de março de 2016

COLETIVO LA MIGRA



No último domingo, a Dive Comunicação esteve na casa underground Morfeus Club.

O festival realizado pelos intrépidos Max Oliveira e Sidney Santos, contou com excelentes bandas do gênero mais pesado do heavy metal.

A primeira a subir ao palco foi a After, executam um trash metal de primeiríssimo nível. Um power trio dos infernos. O baixista e o baterista tocam seus instrumentos de forma única, e o guitarrista e vocalista, Rodolfo Souza despeja toda a sua fúria como um autêntico discípulo de Cronos. A banda foi um dos destaques da noite, ainda estão no começo de carreira, mas ainda vamos ouvir falar muito deles.




A Oligarquia dispensa muitas apresentações. Uma das principais bandas de death metal do Basil, na ativa desde 1992. Mostraram toda a sua técnica do autêntico metal paulista. Com a alternância dos dois vocalistas, lembrando atualmente a magistral banda Dying Fetus, o Oligarquia agradou ao público presente sem dó, nem misericórdia.

Em seguida entrou a banda de black metal Creptum. Com toda a mise-en-scéne característica dessa vertente do metal, convenceu a galera que estava assistindo o show da banda. Mandaram muito bem, não devem a nenhuma banda gringa, seriam referenciados por um dos inventores do Black Metal, a outra banda brasuca Sarcófago.

Sidney e Max 

corriam para lá e pra cá, tentando ajustar todo o equipamento das bandas, e deixando o palco "do jeito que o diabo gosta". Ainda durante a noite iriam realizar o sorteio de vários brindes fornecidos pelas bandas presentes.

Crucifixion BR deu na cara da plateia com o seu black/death metal, outro power trio(guitarra, baixo e bateria) de altíssimo nível. A banda tinha acabado de voltar da Europa e estava afiada, em um estado puro que só as grandes bandas passam após tocarem vários dias seguidos, e como diria no jargão: estavam "comendo" os instrumentos. Nesse meio um pouco machista, é animal presenciar uma baterista espancando o seu kit, com uma rapidez absurda.

A casa Morfeus fica localizada no centro de São Paulo, perto do metrô Santa Cecília, para o roqueiro que só prestigia as casas da moda, chegou a hora de parar de mimimi e conferir uma das casas mais legais de SP.

A última banda a se apresentar foi o Muqueta na Oreia. Com um set list um pouco diferente das últimas apresentações, a banda começou com "Mundo dos Mortos", e botou o público que ficou até tarde num domingão caótico(manifestações na Avenida Paulista) para pular com "Primogênito de Uma Meretriz", após dizerem que:"Isto aqui é Muqueta na Oreia!"



Alguns fãs do Muqueta já falaram que sonham em tatuar o refrão dessa música. Mais do que justo.
Existem bandas que estão em outro nível, e mostram show após show, que a grande mídia não enxerga o poder dos embuenses.


Nenhum comentário:

Postar um comentário