domingo, 5 de junho de 2016

A FÚRIA DOS TIOZINHOS

RATOS DE PORÃO NO CENTRO CULTURAL TEVE GENTE SAINDO PELO LADRÃO EM PLENO FERIADO!
















Você já assistiu algum show do Ratos? É um meteoro loucamente guiado por Jão(guitarra), Juninho(baixo), Boka(bateria) e João Gordo(voz).

Dia 26 de maio, show de graça do RDP, a fila dobrava o quarteirão. A Dive chegou bem cedo, e conseguiu pegar os ingressos, mas teve gente que ficou de fora( ou quase...).

O Ratos de Porão é uma banda que existe há 35 anos. Já tiveram fase punk, metal, grind(crust), hardcore. Mas como diz o João Gordo, talvez seja uma das poucas bandas a fazer sucesso dentro de todas as vertentes pesadas do rock.


Ainda na turnê do álbum Século Sinistro, lançado em 2014, a banda começou a despejar a enorme insatisfação política, todo o caos em que vivemos todo santo dia, começaram a tocar os clássicos da banda para os fãs que comungam com os pensamentos do Ratos: está cada vez mais difícil viver nesse país, o que podemos fazer a não ser xingar?( já diria os próprios no Onisciente Coletivo) e curtir um som pesado.

Na segunda ou terceira música, o pessoal que estava de fora, quebrou a porta de vidro e entrou pra ver o show. A energia que o público emanava para a banda foi impressionante. Vimos relatos de fãs que assistiram inúmeros shows do Ratos, e falaram que nunca tinham visto um negócio daquele.

Rodas e mais rodas no pequeno espaço destinado às pessoas ficarem sentadas foram tomados por jovens em busca de diversão e descarregar o ódio.
Várias vezes os P.As foram desligados sem querer por fãs mais exaltados. E os próprios fãs protegiam e ajudavam o roadie do Ratos.

Na fila, um senhor disse para a Dive que veio de Santos(a terra do Boka) para assistir o show.

O público da banda se renova a cada show, muita molecada, muita gente que está desde o começo da banda prestigiando os shows e tendo muita história pra contar. O Ratos é uma das bandas mais respeitadas lá fora, é um patrimônio do rock nacional. Só não enxerga quem não quer.

Uma banda como o Ratos não estar no próximo Rock in Rio é um absurdo.

Durante o show, alguém perdeu um celular, João, com seu humor peculiar, perguntou: " é um celular vermelho... é um celular comunista... então o celular é de todo mundo!".

Gordo começou a contar sobre todos os problemas que a banda enfrentou ao longo dos 35 anos, sobre os vícios, sobre os problemas de velhice(risos). Boka estava com dificuldade para tocar bateria em função de dores nas costas( ao que pareceu), João ficou irritando o batera dizendo e fingindo que estávamos em uma igreja e todo o público presente gritava: aleluia, aleluia, Makako( apelido do Boka), e uma certa hora, o batera foi "curado", realmente um momento ímpar, impagável no show do Ratos. Não teve como não rir.

No show podemos ver o vocalista da banda Presto?, Daniel, o baixista e o baterista do Oitão, Donida do Matanza, entre outras personalidades do rock nacional.

Mais 35 anos, Ratos, no mínimo, por favor!




Fotos: Mila Pinheiro.

4 comentários:

  1. Eu queria ter ido, mas meu medo desse povo doentio me impede. Quem sabe num próximo?

    ResponderExcluir
  2. Fudida a materia!
    vocês trabalham só com metal ou tudo que é underground?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Não fazemos distinção, adoramos rock, desde o mais calmo até as podrera. Abraço.

      Excluir